Vencedor da São Silvestre elogia Giovani: “Competidor muito forte”

Por: Edoardo Ghirotto

O etíope Leul Aleme venceu a São Silvestre com um tempo de 44min53s (Foto: Marcelo Ferrelli/Gazeta Press)

O etíope Leul Aleme venceu a São Silvestre com um tempo de 44min53s (Foto: Marcelo Ferrelli/Gazeta Press)

Campeão da 92ª edição da Corrida Internacional de São Silvestre, o etíope Leul Aleme disse ter se impressionado com o potencial mostrado por Giovani dos Santos. O brasileiro, que chegou a liderar a prova em alguns momentos, terminou a corrida na quarta colocação.

Aleme conquistou o título com um sprint na reta final da prova. Ele deixou para trás o também etíope Dawit Admasu, campeão da edição de 2014, e completou os 15km da São Silvestre com um tempo de 44min53s.

“Giovani é um competidor muito forte. Eu gostei muito de correr contra ele”, afirmou Aleme. O brasileiro terminou a prova com 45min30s. “Desejo toda a sorte para ele nas próximas corridas que disputar”, acrescentou.

O atleta disse que o alto nível dos competidores não foi o único obstáculo a ser superado na prova. “Os atletas do Quênia e do Brasil são muito fortes. Mas a São Silvestre é uma corrida muito difícil, porque é disputada no calor”, declarou. “Estava um pouco quente demais para mim, só que me preparei para esse desafio também”.

Aleme afirmou que seu principal objetivo para 2017 é participar do Mundial de Atletismo, que será disputado em Londres. Mas deixou claro que os brasileiros poderão vê-lo em ação na próxima edição da São Silvestre.

“Todas as pessoas foram muito acolhedoras e ajudaram e elevar o meu moral. Vocês podem apostar que eu voltarei para cá em 2017. Correr nesta cidade é sempre um prazer”, disse Aleme, que já havia conquistado o título da Meia Maratona Internacional do Rio de 2014 e o vice da São Silvestre de 2015.