FCL destaca longevidade da Corrida Internacional de São Silvestre

Por: Daniel Chiesa Gelbaum

Anfitrião do evento, Bandeira Lins (à direita) recebeu José Renato Nalini (à esquerda) no café da manhã antes da prova (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Anfitrião do evento, Bandeira Lins (à esquerda) recebe José Renato Nalini (à direita) antes da prova (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

A tradicional Corrida Internacional de São Silvestre chegou a sua 92ª edição neste sábado, último dia do ano de 2016. Realizada sem interrupções desde 1925, a prova é uma das mais antigas do mundo reconhecida pela Associação Internacional das Federações de Atletismo (Iaaf).

A longevidade é o grande destaque da São Silvestre, na opinião do Presidente do Conselho Curador da Fundação Cásper Líbero (FCL). Em cerimônia realizada antes da prova, Carlos Francisco Bandeira Lins exaltou a realização de mais uma edição da corrida e revelou estar ansioso para o centenário da São Silvestre.

“Eu vou ficando com cada vez mais emoção, porque nós vamos nos aproximando do centenário da criação da prova. Faltam nove anos, ou oito para a realização da centésima prova”, disse Bandeira Lins. “Realmente é uma das mais antigas provas do mundo, que se realizou sem interrupções desde o seu início, de modo que é uma sensação muito boa e ao mesmo tempo uma grande responsabilidade da Fundação de levar avante isso”, acrescentou.

Bicampeão da São Silvestre, José João da Silva destaca grandeza da corrida (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Bicampeão da São Silvestre, José João da Silva destaca grandeza da corrida (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Quem também marcou presença na cerimônia foi José João da Silva, bicampeão da Corrida Internacional de São Silvestre nos anos de 1980 e 1985. Pernambucano de Bezerros, o ex-atleta fez questão de ressaltar a grandeza da prova.

“Para o esporte do Brasil, mais uma edição deste tamanho, a 92ª edição, ela com certeza é a maior, a mais linda para São Paulo e para o mundo. A São Silvestre está entre as cinco maiores provas do mundo. Então, isso tem um significado muito especial para o Brasil”, afirmou.

Representante do governo paulista, o Secretário da Educação, José Renato Nalini, esteve presente na Fundação Cásper Líbero (FCL) para acompanhar a 92ª edição da Corrida Internacional de São Silvestre. Nalini foi outro a enaltecer a importância da prova ao constatar o poder de união que a corrida promove nas pessoas.

“É muito importante para São Paulo e para o Brasil e é importante para o mundo ao mostrar que uma corrida pode unir as pessoas independentemente de etnias, de idade e qualquer estamento social. Parabéns à Fundação Cásper Líbero, que mantém esta tradição, e parabéns a todos os que participam. Vamos fazer com que ela ultrapasse os séculos”, declarou.